45

As Famílias estão sendo enganadas!

Políticas Públicas na Educação, materiais didáticos e documentos do MEC orientam práticas violadoras dos direitos da criança sobre temas da sexualidade adulta. Temas como masturbação, coito anal e sexo oral estão sendo apresentados a crianças em salas de aula de ensino fundamental, o que configura violação de direitos e até crime. Os professores estão sendo ‘usados’ e as famílias enganadas!

Imprimir Post

13 Comentários

  1. hilaria freita
    abril 17, 08:42 Resposta

    Olha sou professora e certa ocasião olhei no meio da salae t8nha dois menos nos de trés aninho de idade tentando fazer sexo anal por cima da roupa. Nao disse nada me aproximei e retirei o menino. Eles me olharam espantados sintiram que nao estavam certos. Mas nao os escandalizei. Freud explica que a necessidade de descarregar a energia sexual embora o indício nao saiba é desde que se nasce
    Coloque uma presilha na fralda da criança com tanto que os 4 dedos fique no pubes da criança ou encoste no pénis dele pra ver se ele nao tem eraçao. Nao se pode incentivar nem escandalizar e muito menos brigar com a criança. E sim conversar

  2. Parabéns , Dr Schelb. Seu vídeo é altamente esclarecedor, e orienta as famílias quanto aos abusos contra a dignidade das crianças por materialistas, desonestos, que cumprem objetivos escusos e perversos, a serviço de IDEOLOGIAS relativistas, cujo objetivo é DESCONSTRUIR valores e princípios éticos tradicionais que valorizam a família nuclear, a família tradicional.
    Isso faz parte de um projeto de dominação das mentes para implantar o governo materialista e anticristao

  3. Monica
    abril 17, 10:19 Resposta

    Dr.Guilherme também faço parte dessa luta! Tenho acompanhado seu trabalho.
    Estou orientando professores da igreja com reuniões , usando seus materiais de apoio.
    Deus o abençoe , porque sem Ele nada se pode fazer. Sabemos que esta batalha é grande…
    mas Davi era pequeno não é mesmo?…rs
    Que o Senhor continue lhe dando as estratégias necessárias…
    E continue repassando para todos nós seus conteúdos; como esse excelente vídeo que acabei de assistir, onde de forma tão simples e clara, me faz pensar em repassar para o maior número de pessoas que conheço. Obrigada

  4. Endosso totalmente a postura e o movimento contra esse despautério, essa conduta criminosa perpetrada contra nossas crianças, num momento em que se encontram totalmente indefesas, porque TÊM QUE FREQUENTAR a escola, e ficam cativos do que os professores, pseudo-pedagogos e demais interessados na dissolução social (que será resultante, em futuro próximo, se nada for feito) desenhada.
    Relembro Cantares (nada a ver com religião, tem a ver com MATURIDADE), quando diz “Conjuro-vos, ó filhas de Jerusalém, pelas gazelas e cervas do campo, que não acordeis nem desperteis o meu amor, até que queira.” (Cânt. 2:7).

    Lembrem-se, a advertência tem a ver com MATURIDADE, com o momento certo para coisas acontecerem na vida de alguém. E certamente crianças de 8 a 12 anos, ainda não terão desperto o desejo sexual – não importam as teorias freudianas a respeito. Até aí ainda estarão brincando de boneca (as meninas) e de bola e carrinho de rolemã (os meninos). Precisamos parar de tentar refletir nas crianças nossas perversões, como se fosse normalidade.

  5. Ary
    abril 17, 15:31 Resposta

    É um absurdo!
    Isso é resultado da herança nada agradável dos rumos tomados pelos governantes brasileiros dos últimos anos..
    Mas creio que hoje se tenha no MEC uma direção mais sensata e capaz de alterar essa caótica situação.

  6. GILMAR LUIZ MATTEDI
    abril 17, 15:45 Resposta

    Muito esclarecedora esta apresentação. Via também esta exposição mais detalhadamente em sua palestra aqui no ES neste fim de semana. Parabéns pelo excelente trabalho e coragem de se expor publicamente contra estas ilegalidades cometidas por esses ativistas sexuais.

  7. Gilmar Luiz Mattedi
    abril 17, 15:47 Resposta

    Muito esclarecedora esta apresentação. Via também esta exposição mais detalhadamente em sua palestra aqui no ES neste fim de semana. Parabéns pelo excelente trabalho e coragem de se expor publicamente contra estas ilegalidades cometidas por esses ativistas.

  8. Jorge Luiz Coelho
    abril 17, 21:51 Resposta

    É, realmente eu particularmente acho inadmissível tal ato. Muito prematuro este tipo de ensinamento para crianças.

  9. Juciele
    abril 19, 07:11 Resposta

    Isso é muito sério estamos vivendo dias difícil nos como pais não podemos aceitar essas práticas com as nossas crianças e adolescentes que venhamos a nos dispestar. …….

  10. Bruno Rabelo
    abril 20, 10:21 Resposta

    Excelentíssimo Sr.

    Com alegria traço as linhas desse comentário.
    Conheci a sua causa através do Honroso PR. Lucas Hayashi (Monte Sião SP).

    Vejo que o Espírito do Senhor Deus está sobre o seu legado, Deus com seu poder e glória lhe ungiu para pregar boas-novas aos mansos; enviou-lhe a restaurar os contritos de coração, a proclamar liberdade aos cativos, e a abrir a prisão aos presos de uma cultura ofendida.

    Um homem ousado, um avivalista dessa geração, que nos inspira a fazer a diferença dentro do Direito e a acreditar no avivamento moral do Brasil.

    Att.,
    Bruno Rabelo

Deixe seu Comentário